Atletismo no CFP

Em época natalícia, e em fim de semana de aniversário do CLUBE FERROVIÁRIO DE PORTUGAL, um grupo de 45 atletas vai participar numa das mais antigas competições de estrada realizadas em Portugal – o Grande Premio de Natal.

Com partida na Avenida Marechal Teixeira Rebelo, junto ao Hospital da Luz, passando por algumas avenidas e praças emblemáticas da cidade de Lisboa, vai terminar na Praça dos Restauradores.

Os representantes do Clube Ferroviário de Portugal vão ser os seguintes atletas: Paulo Sarroeira, Silva Dias, Mário Ferro, Catarina Varges, Carlos Alves, Rita Melo, João Jesus, André Demétrio, Joaquim Lavos, Valter Teixeira, Paulo Novais, Mário Neves Silva, Joana Gonçalves, Marta Gonçalves, Vitor Mendeiro, António Ferreira, Delfim Pratas, Deolinda Serrano, Alicia Caldeira, Luís Ferreira, Jacinta Almeida, Ruben Macau, Carlos Leão Mendes, Isabel Leão Mendes, Maria Conceição Ponte, Lídia Pratas, Vanda Chaves, Carlos Messias, Paulo Duarte, Rui Marques, Nuno Almeida, Cláudio Bernardino, Gonçalo Bernardino, Pedro Marques, Mário Melo, António Caldeira Martins, Gonçalo Rodrigues, Gonçalo Rodrigo, António Monteiro, Armando Dias, Aldina Marques, Guilherme Gonçalves, Rui Alves, Mário Monteiro e Helder Canivete.A todos os participantes o Clube Ferroviário de Portugal deseja uma boa prova!

No próximo dia 08 de dezembro vai realizar-se a 7ª edição da Meia Maratona dos Descobrimentos Seaside. Esta prova permite, em ambiente de festa, correr ou caminhar junto aos principais monumentos / espaços que aludem aos feitos gloriosos dos Descobrimentos – Jardim da Praça do Império – construído em 1940 aquando da “Exposição do Mundo Português”, Torre de Belém – construída entre os anos de 1514 e 1520 no reinado de D. Manuel I, no qual se descobre o caminho marítimo para a Índia, se dá a descoberta do Brasil e se assegurou o domínio do comércio das especiarias, Padrão dos Descobrimentos – também do ano de 1940, integrado na “Exposição Mundo Português”, representa uma Caravela com o Infante D. Henrique à proa, ladeado por 32 figuras incontornáveis na aventura ultramarina e na cultura da época, e o Terreiro do Paço – local escolhido por D. Manuel para transferir a corte, que ainda se mantinha no Castelo de S. Jorge, ficando assim bem mais próximo do local onde chegavam todas as mercadorias vindas da Índia.

A mesma terá a sua partida na Praça do Império e chegada junto ao Museu da Marinha.

Na prova principal, com partida às 10h00 – a Meia Maratona: Guilherme Gonçalves, Manuel António, Eduardo Rodrigues, Paulo Sarroeira, Mário Melo, Catarina Varges, Rita Melo, Aldina Marques, Mário Monteiro, António Monteiro, António Caldeira Martins, Michel Gomes, Aires São Pedro e Nuno Fradinho.

Na prova dos 10 km, com partida às 09h35: Neves Silva, Gonçalo Rodrigues, Gonçalo Rodrigo Rodrigues e Rui Alves.

A todos os atletas, o Clube Ferroviário de Portugal, deseja uma boa manhã desportiva!

A 8.ª edição da prova noturna de Santo António, padroeiro de Lisboa e dos apaixonados, na distância de 10 km, teve lugar no passado dia 2 de junho, data do arranque das festas de Lisboa 2018.

A prova teve início pelas 20h30, na Praça D. Pedro IV, no Rossio, com passagem pela zona ribeirinha da capital, Avenida 24 de Julho, Avenida da Índia, e retorno ao ponto de partida, onde terminou a prova com muita festa, cerveja e um manjerico, oferecido a todos os atletas participantes.

Com o mote “A correr, à noite, todos os Santos ajudam!” a Cofidis Corrida de Santo António contou com uma dezena de atletas do Clube Ferroviário de Portugal entre os cerca de 3.300 inscritos na distância dos 10 km.

As classificações podem ser consultadas aqui

 

 

Correr com quem voa num mar de mosto, linhas no horizonte desenhadas a xisto, num território tão fascinante quanto generoso, dá-se corpo à mais bela corrida do mundo!

Foi aqui, no coração do Douro Vinhateiro, neste Vale que o mundo considera mágico, onde os gigantescos socalcos formam deslumbrantes jardins suspensos, que 15 atletas do Clube Ferroviário se superaram no meio de 20 mil participantes, dos 6 e dos 21 km.

Ficou a promessa de muitos atletas do Ferroviário reviverem esta prova e este ambiente em 2019, e assim reverem estas paisagens que são de tirar a respiração e onde predomina uma animação constante, bom vinho, produtos da região e animação com muita música.

Se juntarmos tudo isto a um público muito efusivo e incentivador, esta é uma prova que qualquer atleta quererá e terá de experimentar.

Obrigado também à Global Sport, pela excelente organização.

 

 

 

A Junta de Freguesia de Queluz e Belas, em parceria com a Câmara Municipal de Sintra realizou no dia 20 de maio de 2018, pelas 9 horas, o 5º Grande Prémio de Atletismo de Queluz e Belas – Manuel Faria, prova integrada no Troféu “Sintra a Correr” 2018.

O evento foi composto por diversas provas, com diferentes distâncias, de acordo com os escalões dos participantes e como não podia deixar de ser o Ferroviário esteve lá.

Todas as provas tiveram partida e chegada na Praça 5 de Outubro, em Belas.

 

Realizou-se hoje a Corrida EDP Lisboa, a Mulher e a Vida, um evento solidário, que já doou mais de 700 mil euros à Liga Portuguesa Contra o Cancro, e que teve a distância de 5 km, num percurso junto ao rio Tejo.

Entre as mais de 7 mil participantes, encontravam-se atletas como Dulce Félix, Vanessa Fernandes, Silvana Dias, Doroteia Peixoto, Melanie Santos e Sandra Teixeira, a par de algumas outras internacionais, como a queniana Brigid Kosgei, 2ª na maratona de Lisboa em 2016, e Eunice Chumba, do Bahrein, 4ª classificada no Mundial de meia-maratona, para além de duas mãos cheias de atletas do Clube Ferroviário de Portugal.

Na apresentação do evento, a olímpica Rosa Mota e Carlos Móia, presidente do Maratona, destacaram a importância do evento na “sensibilização das pessoas para a necessidade de fazerem rastreios regulares”.