Voleibol Feminino no CFP

O nosso jogo da 5ª jornada do Campeonato INATEL foi adiado devido a um surto de COVID que assolou a equipa do Clube de Voleibol de Oeiras (CVO).

Na 6ª jornada, vencemos a equipa do Pedrouços por 3-0, com os parciais de 25-15, 25-22 e 25-20. Neste jogo a equipa de treinadores estava em isolamento COVID, pelo que a equipa foi orientada, muito bem como se pode comprovar pelo resultado final, pelas capitãs Rita Alves e Inês Krug (esta última também com curso de treinador abdicou de jogar para ficar exclusivamente a orientar). Parabéns a elas e à equipa por este feito.

Na 7ª jornada coube-nos defrontar a equipa da TAP, campeã em título.

Um 1º SET muito equilibrado, ficou marcado pela alternância no marcador até aos 8-8, altura em que a nossa equipa conseguiu 4 pontos de vantagem (12-8) que soube manter até final, vencendo por 25-21.

Um bom início de 2º SET levou-nos a uma vantagem de 7-3. Inexplicavelmente perdemos 11 pontos seguidos e o resultado virou para 7-14. Quando tudo parecia perdido, a equipa reencontrou-se e encetou uma recuperação que nos levou aos 20-21 mas infelizmente não conseguimos passar para a frente e acabámos derrotados por 23-25.

O 3º SET não teve história e, após um início equilibrado até aos 7-7, começámos novamente a acumular erros e perdemos claramente por 9-25.

No 4º SET cedo nos vimos com uma desvantagem de 5 pontos (2-7) que ainda aumentou até meio do SET (12-18). Uma forte reação permitiu-nos recuperar, empatar aos 20-20 e vencer por 25-23, adiando a decisão para o 5º e decisivo SET.

Neste último SET, apesar de termos estado a vencer por 3-1, tivemos nova fase negativa sofrendo 10 pontos consecutivos (3-11). Numa reação final ainda conseguimos recuperar para 9-11, mas acabámos derrotados por 11-15. Segue-se o jogo com a principal favorita, a equipa do Bairro de S. João que se realiza dia 6 de junho pelas 21h00 no pavilhão do INATEL.

Na 4ª jornada desta fase final, a equipa de voleibol feminino do CFP defrontou a equipa do Bairro S. João A. C, num jogo marcado por um conjunto de incidentes que nos prejudicaram e que tiveram início na falta de um dos árbitros nomeados. Como resultado, o jogo foi dirigido por um único árbitro, com uma muito difícil tarefa dado o nível elevado das equipas e a correspondente velocidade a que se joga nesta fase final.

Apesar de defrontarmos a grande favorita a vencer o campeonato (conta por vitórias todos os jogos disputados na presente época), como favoritismo não ganha jogos, a nossa equipa entrou descomplexada e muito motivada no 1º SET, que liderou, embora por curta margem, até aos 13 pontos (13-13), a que se seguiu uma fase de equilíbrio com alternâncias no marcador. Com o resultado em 17-18, um erro do árbitro (não viu que o remate da nossa jogadora tocou no bloco adversário antes de ir para fora – cá está a falta do 2º árbitro) alterou um resultado que devia ser de 18-18 para 17-19. Um pouco mais tarde, novo erro do árbitro com o resultado em 18-20, assinalando uma falta na rede que não existiu (só ele viu), alterando novamente um resultado (foram 2 pontos que nos foram retirados e 2 pontos a mais para o nosso adversário). Ainda assim, a nossa equipa não baixou os braços e conseguiu chegar aos 24-24, acabando por perder por 24-25. Apenas podemos lamentar a falta de 2 árbitros num encontro desta importância pois, sem estes 2 erros claríssimos o resultado teria sido de 25-22 a nosso favor.

O 2º SET não teve história pois, após um período inicial equilibrado (6-6), a equipa do Bairro de S. João foi-se distanciando no marcador vencendo por claros 25-13.

No 3º SET a equipa do CFP começou forte e conseguiu uma vantagem de 9-2, que conseguiu manter até aos 17-8. Quando tudo fazia prever a vitória no SET, um conjunto inexplicável de erros fez-nos perder 8 pontos consecutivos. Com o resultado ainda favorável (18-16) mas com a nossa confiança abalada, conseguimos resistir até aos 21-21 mas nova série de erros levou-nos a perder por 22-25.

Como conclusão podemos afirmar que o resultado de 0-3 não espelha o equilíbrio que se verificou entre as duas equipas, mas também perceber que precisamos de ganhar maior consistência pois, tal como no jogo com a TAP, tivemos períodos muito bons em que revelámos um alto desempenho, seguidos de outros em que fomos pouco eficazes, com muitos erros não provocados.

Terminada a 1ª volta desta fase final, encontramo-nos no 3º lugar com 2 derrotas e continuamos com justas pretensões de terminar este campeonato num dos lugares do pódio.

O próximo jogo é contra o CVO e realiza-se na próxima 2ª feira, dia 16, pelas 20:30 no Pavilhão INATEL. Não faltes. Vem apoiar a tua equipa.

Na 3ª jornada desta fase final, a equipa de voleibol feminino do CFP defrontou a equipa do Clube TAP Portugal, com quem tinha perdido na fase de apuramento por 0-3.

Um mau início de 1º SET em que perdemos 6 pontos consecutivos (0-6), cedo nos levou a uma desvantagem de 8 pontos (5-13), que não mais conseguimos anular, perdendo este SET por 16-25.

No 2º SET conseguimos equilibrar de início, estando mesmo a vencer por 13-9, altura em que a equipa passou por nova fase difícil, acumulando erros que se traduziram em novo SET perdido por 19-25.

Sem nada a perder, a nossa equipa entrou determinada e agressiva no 3º SET, com um bloco forte, uma defesa eficiente e um ataque poderoso que nos levou a uma expressiva vitória por 25-13.

No 4º SET um começo demolidor (9-0) levou-nos a repetir o ascendente e o resultado, que novamente se cifrou nos 25-13.

No 5º e último SET, após uma fase de equilíbrio inicial (5-5) alguns erros e muita sorte do adversário levou-nos a sofrer 4 pontos consecutivos, altura em que descrença e muito cansaço após tão grande recuperação motivou o avolumar do resultado que no final se cifrou em 6-15.

Apesar desta derrota tangencial por 2-3, a nossa equipa manteve a atitude positiva que tem exibido e demonstrou que pode lutar de igual para igual com as favoritas (curiosamente ganhámos ao longo deste jogo os mesmos pontos que sofremos:91-91.)

Ambas as equipas se apresentaram a um bom nível proporcionando um excelente espetáculo de voleibol, bastante apreciado pelas pessoas que, apesar do adiantado da hora, não arredaram pé e certamente não deram o seu tempo como perdido. Segue-se o jogo com a principal favorita, a equipa do Bairro de S. João.

Na 2ª jornada desta fase final, a equipa de voleibol feminino do CFP defrontou a equipa do Clube Sportivo de Pedrouços, com quem tinha perdido na fase de apuramento por 2-3.

Jogando novamente com muita determinação e atitude competitiva, a nossa equipa tornou fácil um jogo potencialmente difícil vencendo por claros 3-0.

No 1º SET cedo construímos uma vantagem confortável (8-3) que ampliámos progressivamente vencendo por 25-14.

Um mau início de 2º SET levou-nos para uma desvantagem de 2-7. Uma forte reação permitiu mudar o rumo do marcador e, após conseguir empatar aos 9-9, construímos novo resultado desnivelado que se cifrou em 25–15.

No 3º SET registou-se equilíbrio até aos 7-7, a que se seguiu novo período de domínio até aos 25-16 que se registaram no final.

Com 2 vitórias nos 2 primeiros jogos desta fase final, conseguidas com equipas que tinham terminado com os mesmos pontos a fase de apuramento, o CFP segue na frente da classificação.

As próximas jornadas, em que defrontamos o Clube TAP Portugal e o Bairro de S. João respetivamente 2º e 1º classificados da fase de apuramento, constituem um grande desafio para a nossa equipa, que não deixará de lutar pelos primeiros lugares do campeonato.

O próximo jogo, com a TAP, é já na próxima 4ª feira, dia 27 de Abril às 22h00 no pavilhão do Estádio 1º de Maio (INATEL).

Precisamos do teu apoio nas bancadas. Não faltes.

Após o apuramento para a fase final do campeonato, a nossa equipa de voleibol deslocou-se ao campo do CVO – Clube de Voleibol de Oeiras, onde na fase de apuramento tinha conseguido uma difícil vitória por 3-2.

Em novo jogo muito difícil em que as atletas revelaram um grande espírito de equipa, concentração e uma enorme atitude competitiva, conseguimos uma importante vitória por 3-0, resultado que não espelha o equilíbrio verificado, mas reflete o querer, o lutar e o não baixar os braços nos momentos decisivos do jogo.

Um mau início de 1º SET levou-nos a resultados desfavoráveis de 8-16 e 11-19. Uma mudança tática na nossa defesa e o acreditar das atletas permitiu uma excelente recuperação, acabando por vencer tangencialmente o SET por 25-24.

No 2º SET o equilíbrio foi a nota dominante com constantes alterações no marcador até aos 19-19, altura em que a nossa equipa se revelou mais consistente acabando por vencer por 25-20.

No 3º SET repetiu-se o equilíbrio até aos 20-20 e, mais uma vez, a nossa atitude competitiva nos momentos decisivos falou mais alto, traduzindo-se numa nova vitória por 25-21. Importante vitória frente a uma equipa muito jovem, forte e bem organizada.

Na 4ª jornada do campeonato INATEL de voleibol feminino 2021/2022 a equipa do CFP defrontou a do G. D. C. Fernão Ferro e venceu por 3-0.

Um inicio de 1º SET equilibrado com o resultado a registar 13-10  e 14-11, faziam prever um encontro disputado, no entanto, as mudanças táticas operadas, quer no sistema defensivo quer no ataque, resultaram em pleno e a nossa equipa registou uma expressiva vitória, expressa nos parciais de 25-14, 25-5 e 25-8.

Prosseguindo na senda de vitórias, na 5ª jornada vencemos uma transfigurada para melhor A.D.R.C Mata de Benfica, novamente 3-0, com os parciais de 25-12, 25-10 e 25-11. Com estas vitórias a equipa de voleibol do CFP termina o ano invicta na frente da classificação, contando por vitórias os 5 jogos já disputados e registando 15 SET ganhos, nenhum perdido, 375 pontos ganhos e 176 perdidos.